Ai, não ! Acabou a luz ?

março 17, 2009 at 19:20 2 comentários

ops1– Ai, que droga, cadê as velas? – Eu sigo cambaleando e tropeçando, no ínicio é sempre assim, os olhos ainda não se acostumaram. Acabo esbarrando em algo, não, é alguém.
– Cadê as velas, mãe?
– Na gaveta?
– Qual delas?
Eis então que se faz a luz, a luz de emergência que só funciona tempos após alguma emergência rsrsrs. Como cupins, eu e ela somos atraídas pela luz segurada por papai, seguimos para a sala.
– Será que vai demorar a voltar? Eu estava na Internet. Droga, logo agora que eu preciso, não posso acessar. – eu já estava a 6 horas na Internet e na hora que a luz se foi estava jogando meu nome no google para ver o que dava, importante, né?
– Não sei – diz minha mãe indo para a janela – Parece que foi só aqui na rua.
– Foi o transformador, só pode ser – diz meu pai , enquanto bola com percurso de velas pa evitar quedas e criar um incêndio = P
Depois do pânico inicial e da incerteza de saber se a luz volta antes do BBB ou não. Começamos a falar da vida, do passado em particular. De como eu detestava bife de fígado e escuro e hoje amo os dois =D.
Depois de muito papo furado e de rir muito, nos damos conta de que a luz não vai voltar mesmo então todos resolvem se recolher.
– Bença pai, bença mãe !
– Deus te abençoe minha filha, até amanhã (sempre rola o corinho rsrsrsrs)
Antes de deitar abro bem a janela e apesar do prédio vizinho, ainda dá para ver “o que sobrou do céu” rsrsrs
Me deito e fico fazendo bichinhos de sombra, patos, coelhos e dinossauros são a minha especialidade. Ainda não tenho sono, olho pela janela, dá para ver as estrelas e ai já caio no meu amigo Bila, não conhece? É o Olavinho, do “Ora, direis, ouvir estrelas” (sou intima, afinal ele foi um dos pouco que conseguiram prender minha atenção, ao ponto de me fazer decorar pelo menos 2 linhas de um poema rsrsrs), mas voltando ao assunto, sempre lembro dele quando olho para o céu, e faço isso com grande freqüência, para alguém que mora na cidade grande.
Sabe do que lembro também? De que olhar para as estrelas é olhar para uma dobra tempo espaço. (lá vai começar a viajem rsrsrs) Sério, porque tem estrelas que estão lá e outras que já se extinguiram, mas sua luz só alcançou nossos olhos agora, por causa da velocidade da luz ser medida em anos, entendem? Não, né? Nem eu? Eu vi isso uma vez na Discovery, não sei bem se essa era a historia direito, mas se for é bonito, né?
Porque isso comprova que Einstein estava certo.
O tempo é relativo. O passado e o futuro estão unidos no céu. E, além disso, o céu une a todos no mundo de certo modo, pelo menos pessoas do mesmo hemisfério rsrsrs. Ele dá a nós a oportunidade de duas pessoas longes por milhas de distância olharem para uma mesma paisagem e se sentirem unidas por 1 ponto no universo. Bonito isso ! Espero que tenham entendido rsrsrsrs
Derrepente, me assusto.
Muitos gritos, mas gritos bons, gritos de alegria cortam o silêncio, eu também dou um gritinho, também sou filha de Deus, quero participar rsrsrsrs. A luz voltou!
Todos ficam animados os sons das TVs, rádios e todas as outra bugigangas elétricas voltam a ecoar. Mas quer saber? Vou ficar aqui no escuro e continuar a ver estrelas. = D

Já o video de hoje iria ser Lucy In The Sky With Diamonds, mas era muito ná cara rsrsrs. Então, fui pesquisar e as músicas sobre estrelas e céu na realidade, eram sobre amor, exemplo disso: Cramberrires (Stars), mas segui procurando e cansei e apelei para o bom e velho Frank (tudo bem, que ele fala de lua, mas tá no céu, então tá valendo rsrsrsrs), fui falar nele essa semana  e pronto voltei ao Rat Pack rsrsrs. E além disso crio um pretexto para colocar algo do passado aqui, pois sou saudosista, tenho saudades do que não vivi às vezes rsrsrs, mas isso fica para outro post.

Abientout

Anúncios

Entry filed under: Admirando a paisagem. Tags: , , , , .

[ Makes me Happy] Feist Reflexão nunca é demais

2 Comentários Add your own

  • 1. Lorena  |  março 18, 2009 às 20:25

    Ahh… Me lembrei de quando eu era criança. Quando faltava luz em casa a gente brincava de fazer bichinhos de sombra também. Fazíamos campeonato pra ver quem acertava mais. =) E outra coisa eu lembrei. Uma vez, num acampamento, resolvemos sair à noite, ir pra beira de uma lagoa que tinha perto do lugar onde acampávamos, pra ver se encontrávamos jacaré (coisa de biólogo rsrsrs). Não encontramos, só alguns coelhinhos silvestres, e muitas, muitas, muitas estrelas! Acho que nunca vi o céu tão estrelado! Mas com certeza tb era porque não havia nenhuma luz artificial pra atrapalhar as naturais…
    E acho isso super póetico, isso das estrelas serem o passado e o futuro no céu… Muito lindo. E pensar que é poesia nascida da Física, hein?? Quem diria! hahahaha

    E Frank Sinatra… aiai… E hoje mais tarde vou te mandar algo que tem a ver, que vc poderia ter usado aqui, e não é Cranberries (apesar de eu ser fã) e não é uma música que fala de amor… Mas fala de céu tb. =)

    beijo, Kika!

    Responder
  • 2. Anak  |  março 27, 2009 às 11:15

    Qdo falta luz aqui a gente já sabe que nunca volta antes de 2 horas de ausência ¬¬
    Eu gosto do silêncio, confesso…

    Essa música é linda… 😀
    :*

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Diário de Bordo

março 2009
D S T Q Q S S
    abr »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Tópicos recentes

Categorias

Bagagem

Feeds


%d blogueiros gostam disto: